segunda-feira, 21 de abril de 2008

A cidade

Gertrude Stein define Paris como uma cidade "calma e excitante". Até agora, não encontrei outra definição tão precisa para Paris como essa. Durante o dia, a qualquer hora, em qualquer lugar, milhares de turistas se amontoam para comprar, ver, consumir tudo o que essa cidade tem para oferecer. Já nos parques, praças e bibliotecas, estudantes e afins disputam um banquinho ou uma cadeira para ler, ver, se entreter com algo. No metrô, pelo menos 3 pessoas por vagão com algum livro, revista ou jornal. Nas ruas, é difícil andar sem trombar com sacolas e embalagens. Seja de uma grande loja de departamentos, de um supermercado ou de uma loja de luxo, elas fazem parte da paisagem. Mas é durante a noite que todos os gatos ficam pardos e meio loucos! "A cidade não pára!" Gente subindo, gente descendo, gente rindo, bebendo, se divertindo, dançando, andando, fumando... ah... ufa! E olha que no fim de semana o metrô pára à 1h40. E isso é o de menos. Para você entender: 4 horas da manhã a rua lotada em locais como République, Belleville e Ménilmontant! Só fica em casa quem quer ou quem não está afim de deslocar, pois aqui a palavra de ordem é o deslocamento.

4 comentários:

Carol disse...

Que beleza!!!

cecilia disse...

Espero que os deslocamentos sejam seguros principalmente na madrugada, mas deslocar em Paris deve ser muinto bom!

susana disse...

Ola, este post traz me muito saudades desta bela cidade. Nasci e cresci lá. Passei 31 em Paris antes de vir cá no Algarve. É verdade que esta cidade nunca dorme! É a noite era a parte mais bela desta capital. Cheia de encontros ricas em culturas! Já foi ver a conhecida livraria Shakespeare?

Abraço

Cristiana Brandão disse...

susana, prazer tê-la por essas praias. já visitei a shakespeare and co. uma coisa de doido! ainda teremos um post sobre ela. um abraço, cris